Veja 7 sinais de que você está exagerando na bebida alcoólica

Compartilhe em sua rede social: Embora o consumo de bebidas alcoólicas tenha crescido 93,9% na pandemia, especialistas alertam para dificuldade de detectar abuso Não é novidade que a pandemia...
Veja 7 sinais de que você está exagerando na bebida alcoólica
Compartilhe em sua rede social:

Embora o consumo de bebidas alcoólicas tenha crescido 93,9% na pandemia, especialistas alertam para dificuldade de detectar abuso


Não é novidade que a pandemia teve efeitos diretos no abuso de substâncias. Só no caso do álcool, uma pesquisa da Organização Pan Americana de Saúde revelou que o consumo de bebidas alcoólicas cresceu 93,9% durante a pandemia.

Mas quando o consumo da bebida alcoólica deixa de ser normal e se torna preocupante? Segundo o psicólogo Yuri Busin, há uma dificuldade de perceber o comportamento de compulsão.

“O importante é perceber onde o álcool está tapando um buraco emocional”, explica Busin, que é mestre e doutor em neurociência do comportamento.

Os dados da Organização Pan Americana de Saúde confirmam a relação do álcool com questões de ordem psicológica: 52,8% dos entrevistados que exageraram na dose relataram ao menos um sintoma emocional como ansiedade, irritabilidade, medo e preocupação.

Já o geriatra Nathan Chetehr, que estuda o aumento do alcoolismo na população idosa durante a quarentena, chama a atenção para a frequência e aumento da dose.

“Na prática, as pessoas não sabem que estão abusando [do álcool] pois temos uma cultura de consumo maior. Isso em si já é considerado prejudicial. A pessoa que bebe três latinhas de cerveja todos os dias já está tendo um consumo alcoólico elevado.”

Veja, a seguir, os sinais de alerta vermelho indicados pelos especialistas:

  1. Consumo da bebida durante a realização de tarefas diárias
  2. Beber para aplacar sintomas emocionais como nervosismo, ansiedade e tristeza
  3. Tomar decisões de compra que tenham como referência o consumo de bebida alcoólica
  4. Planejar as reuniões sociais em torno da bebida
  5. Comprometimento nas relações familiares
  6. Quando o abuso da bebida começa a causar prejuízos financeiros
  7. Não reconhecer o excesso como um problema de abuso
Categorias
Estilo de Vida
Redação/Ascom

Matérias de autoria independente (instituições e agências de notícias).

Comentários via Facebook

POSTS RELACIONADOS