Santa Filomena tem 3 óbitos supostamente causados pelo Coronavírus em 24h

Artigo ...
Santa Filomena tem 3 óbitos supostamente causados pelo Coronavírus em 24h
Compartilhe em sua rede social:

No Boletim Covid-19 da Secretaria de Saúde de Santa Filomena (PE) desta quinta-feira (4), a Prefeitura informa a ocorrência de mais 1 (um) óbito confirmado pelo coronavírus nas últimas 24h; a segunda pessoa há suspeita de ter sido causada pela Doença; a terceira, segundo informações, morreu infectada, mas não consta no boletim de Santa Filomena, por que a família teria internando-a em Petrolina com endereço de lá.

Por Charles Araújo

É muito provável que em Santa Filomena 8 (oito) pessoas tenham morrido por infecção do Coronavírus. Sendo 4 óbitos em 2020 e outras 4 em 2021. Vale destacar que em pelo menos dois desses óbitos, as pessoas foram infectadas em Ouricuri, enquanto se tratavam de outras doenças no Hospital Regional Fernando Bezerra.

As unidades de saúde de referencia da região as UTI’s estão lotadas. Apesar de tantos recursos destinados ao município de Santa Filomena em 2020 para combater a doença, há um ano do começo da pandemia, a cidade ainda não está preparada para receber grande número de infectados. A Prefeitura não comprou respiradores, ultrassom e outros equipamentos necessários para cuidar dos pacientes. Há pouco mais de dois meses da gestão do atual prefeito, o Hospital Municipal Gilza Melo tem recebido atenção especial, e embora ainda com grande desfalque, a Unidade já atende a pacientes infectados.

Na feira livre desta quinta na cidade, a redação presenciou muitas pessoas circulando sem usar máscara; até mesmo alguns feirantes do município e outros de fora. A ‘distração’ é grande.

A Prefeitura intensificou as ações no combate ao Coronavírus. Comerciantes e população da Sede e distritos estão recebendo orientações para que cumpram as medidas impostas pelo Governo do Estado e uma recomendação do Ministério Público de Pernambuco. A colaboração da população é essencial no combate a infecção da Covid-19. É preciso ter consciência que depende do esforço de cada um, para superar a doença.

Diante dos números assustadores, fica um questionamento aos ‘distraídos’: VOCÊ QUER SER O PRÓXIMO? OU NÃO SE IMPORTA QUE SEUS FAMILIARES SEJAM OS PRÓXIMOS A FAZER PARTE DESSA CONTA?

Outras informações, a qualquer momento.

Categorias
DestaqueEditorial
Editorial

Artigos e colunas do blog e de outros outores

Comentários via Facebook

POSTS RELACIONADOS