DestaquesVídeos

População do Socorro precisa da feira de animais, mas o Prefeito não assume seu dever

Espalhe por ai:

A convite da população do Distrito do Socorro, nossa reportagem visitou o dia de feira da urbe. O objetivo do convite, foi para mostrar uma confusão que está ocorrendo no curral de animais, por falta de gerência das causas do município, pelo gestor municipal.

A proibição municipal permanece apenas no curral. Segundo os criadores, um fiscal da Prefeitura informou que o prefeito Cleomatson mandou avisar que não pode abrir o curral por causa de uma lei do Governo do Estado que proíbe.

Prefeito não assume seu dever:

Mas a proibição é somente é somente no curral? Porque tanto a feira de farinha embaixo do galpão, quanto a feira livre na praça principal acontecem a todo vapor, inclusive com feirantes de outros municípios.
Se a lei que o prefeito refere é de evitar aglomeração, então ele deve assumir a gerência do município como é o seu dever e tratar de encontrar uma saída, de acordo com as leis do Estado. Não ficar se escondendo, não aparece na feira e manda recado por um pobre fiscal, sob o risco de ser punido pela ingerência do prefeito.

A feira de animais do Socorro é a principal fonte de sobrevivência de milhares de famílias do município de Santa Filomena. Afinal essa é a única feira onde os produtores locais dispõem da oportunidade de comprar e vender.

Da redação, Charles Araújo 

Charles Araújo
o autorCharles Araújo
Editor

Comentários via Facebook