Neoenergia Pernambuco anuncia investimento recorde de R$ 5,1 bilhões no Estado

Aporte será aplicado até 2028 na expansão, modernização e reforço do sistema elétrico pernambucano ...
Neoenergia Pernambuco anuncia investimento recorde de R$ 5,1 bilhões no Estado

A Neoenergia Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (29), o maior plano de investimentos da história da empresa. Até 2028, a distribuidora irá aportar R$ 5,1 bilhões em obras de expansão, modernização e reforço do sistema elétrico em todas as regiões do Estado. O investimento é 31% superior ao quinquênio anterior. No decorrer de 2024, serão R$ 928 milhões investidos para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico e fomentar a atração de novos empreendimentos. O montante bilionário tem a finalidade de disponibilizar mais energia para os pernambucanos e aos variados setores da economia que compõem a força e a diversidade da produção local: agronegócio, indústria, comércio, serviços e turismo.

“Os investimentos que a Neoenergia anuncia hoje dialogam com as pautas de desenvolvimento sustentável e de justiça social que tanto defendemos, pois podem fazer a energia chegar, por exemplo, na eletrificação de poços e em subsestações para as nossas escolas, que estarão prontas para receber aparelhos de ar-condicionado, redes de computadores e linha branca de eletrodomésticos, levando mais cidadania para os nossos professores e estudantes. Desde o ano passado, eu e Priscila estamos à frente do governo, na busca de fazer o nosso Estado voltar a crescer e ter protagonismo no Nordeste brasileiro, mas isso só é possível se a gente tiver a infraestrutura adequada, e a energia elétrica é fundamental para permitir que os nossos arranjos produtivos possam se desenvolver e para que a gente possa atrair novos negócios”, declarou a governadora Raquel Lyra.

Os investimentos reforçam o comprometimento da Neoenergia Pernambuco com a melhoria contínua. Nestes cinco anos, a distribuidora irá construir ou expandir 13 subestações e mais de 270 quilômetros de linhas de alta tensão. Nesse sentido, também haverá a ampliação de mais de 10% da disponibilidade energética no Estado para a realização de mais de 680 mil ligações, do Litoral ao Sertão. “Ao longo dos próximos anos, mais que ampliar a oferta confiável de energia em todas as regiões do Estado, perseguiremos o propósito de contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos pernambucanos. Conservamos a consciência de que nosso serviço está diretamente relacionado ao bem-estar da população e impulsiona transformações sociais”, reforçou o diretor-presidente da Neoenergia Pernambuco, Saulo Cabral.

As 13 subestações estão contempladas na Região Metropolitana, mais especificamente nas cidades do Recife (2), Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca e Itapissuma. No Agreste e Zona da Mata, estão previstas subestações em Sirinhaém, Ribeirão, Garanhuns e Cachoeirinha. No Sertão, em Petrolina e Arcoverde.

Esses empreendimentos vão impactar no aumento da disponibilidade de energia para mais de 395 mil clientes dessas cidades e regiões nas quais estão inseridas, além de preparar todo o circuito elétrico do Estado para receber empreendimentos de grande porte que impulsionem a economia e contribuam com a melhoria da vida das pessoas. Essas obras estruturais são essenciais para o desenvolvimento econômico e social dos municípios.

Outro investimento importante previsto pela Neoenergia Pernambuco para a melhoria constante do fornecimento nos próximos anos será em redes inteligentes. Serão cerca de R$ 163 milhões aplicados em soluções que promovam avanços na busca pela excelência no serviço para todos os mais de quatro milhões de clientes. Um exemplo disso são os mais de 1,1 mil religadores que devem ser instalados, até 2028, na rede de distribuição. Esses equipamentos realizam a recomposição automática do sistema, em casos de interrupção, tornando o atendimento mais rápido e assertivo para todos os clientes envolvidos.

O volume de obras também fomentará a abertura de postos de trabalho no Estado. A distribuidora estima que mais de 2.000 empregos sejam gerados para a execução dos serviços, proporcionando oportunidades e movimentando a economia.

Parte dessas contratações acontecerá por meio da Escola de Eletricistas, iniciativa da Neoenergia Pernambuco que qualifica, gratuitamente, esses profissionais tão importantes para o negócio, e que também incentiva a participação feminina no segmento que ainda é predominantemente masculino. Desde o seu início, em 2007, 264 mulheres foram formadas e estão aptas a atuar com a eletricidade em Pernambuco. Dessas, 171 já foram contratadas e estão trabalhando como eletricistas em todo o Estado.

Categorias
DesenvolvimentoDestaqueEconomia

Matérias de autoria independente (instituições e agências de notícias).
Sem Comentários

Publicar comentário

*

*

Pesquisa
Charles Araujo Editor
https://www.charlesaraujo.com.br/site/quem-e-tico-de-pedro-otavio/

POSTS RELACIONADOS