João perdeu a razão

Compartilhe em sua rede social: Por Cláudio Soares* Perder a razão é uma coisa temível… O homem é um animal racional, que perde sempre a cabeça quando é chamado...
João perdeu a razão
Compartilhe em sua rede social:

Por Cláudio Soares*


João perdeu a razãoPerder a razão é uma coisa temível…

O homem é um animal racional, que perde sempre a cabeça quando é chamado a agir pelos ditames da razão.

Como em qualquer disputa, em um confronto político o que está em ação não é o desejo pela verdade, mas o desejo pelo o poder. E o candidato do PSB à Prefeitura do Recife, que não é um ser especialmente nobre, revela seu lado mais sombrio: a vaidade e a hipocrisia triunfam.

Desafiar uma convicção soa como desvalorizar a personalidade, e uma refutação é considerada declaração de covardia desesperada.

Bastou as pesquisas de intenções de votos apontarem a candidata Marília Arraes à frente com 10% dos votos válidos que a artilharia antiética do comando do PSB, desesperadamente, mirou contra a ex-vereadora e favorita no pleito eleitoral do próximo domingo.

Portanto, cada ataque parece fazer crescer a votação da petista. Assim, atacam muitas vezes de forma parcial ou completamente passional com os tipos de truques e subterfúgios dialéticos. O pior, são os panfletos apócrifos e mentirosos, desrespeitando as mulheres do Recife, e, consequentemente, a candidata.

E esses ataques são numerosos e variados, mas repetem-se por toda parte: nas conversas de ruas e nas polêmicas dos blogs e jornais, em debates e em processos judiciais; e até mesmo em discussões acadêmicas nos deparamos, hoje, com a disseminação de fake news, práticas covardes dos Bolsonaros usadas na eleição de 2018 –,  as mesmas trapaças e manobras evasivas utilizadas por crápulas da velha política brasileira.

Dois mil anos atrás, o filósofo Aristoteles já chamava atenção para “falácias dos sofistas”. Quem deve se deixar enganar por falácias?

Para a estratagema do comando da candidatura do PSB vai o provérbio popular: “Para quem está se afogando, jacaré é tronco”.

Marília Arraes terá como impedir as falácias dos seus adversários de forma clara e concisa no decorrer dos próximos debates que devem ser acalorados.

João perdeu a razão quando resolveu achincalhar o debate, sem argumento e até sendo insolente. Sendo assim, afronta-se, também, a democracia.

*Advogado e jornalista

Categorias
Blogs e ColunasDestaques

Comentários via Facebook

Previsão do Tempo
Horóscopo
Índices Econômicos

POSTS RELACIONADOS