Eliane Soares paga salário de fevereiro dos servidores de Santa Cruz, com aumento de 33,24% para professores

Salário antecipado...
Eliane Soares paga salário de fevereiro dos servidores de Santa Cruz, com aumento de 33,24% para professores
Compartilhe em sua rede social:

Na manhã desta quinta-feira (24), a Prefeita Eliane Soares confirmou o crédito em conta dos salários dos servidores municipais, como sempre vem fazendo durante todos os seus mandatos, quitando a folha de pagamento dentro do mês trabalhado.

A novidade é que, a partir desse mês de fevereiro, os professores da rede municipal de ensino já receberão o incremento salarial de 33,24%, cumprindo a legislação federal sobre o tema.

Ao ser questionada sobre essa ação, a prefeita enfatizou que sempre cumpriu a lei federal do piso salarial dos professores: “É um momento desafiador, pois se por um lado temos que cumprir a lei do piso, por outro lado temos diversas outras normas para serem observadas, como o limite de gastos com pessoal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, e até mesmo o limite orçamentário, pois não há a certeza de que a previsão de receita do FUNDEB 2022 seja suficiente para cumprir as obrigações da Folha de Pessoal, aliás, 100% do Fundeb esse ano será para custear a folha de pagamento”.

A prefeita ainda explicou os motivos de já ter concedido o aumento nesse mês de fevereiro, enquanto outros entes ainda não sinalizaram ou anunciaram o reajuste apenas para meses futuros: “Cada município tem a sua realidade, não sou eu quem tem que fazer essas análises e julgamentos dos demais, nem estou aqui querendo me promover em cima da realidade das outras cidades, até porque não preciso disso, porque a população de Santa Cruz, e especialmente a classe dos professores, é testemunha do nosso investimento na melhoria da nossa educação. E eu poderia passar horas mencionando quais seriam essas melhorias, mas para simplificar posso resumir com esse assunto que está em pauta: a valorização da classe do magistério. Para se ter ideia, Santa Cruz/PE é dos poucos municípios que já vinham pagando o valor do  piso salarial, ou seja, mesmo que a gente não tivesse concedido o reajuste esse ano, mas o menor salário de professor com Graduação em Pedagogia já estaria proporcionalmente abarcado pelo piso nacional, pois temos um Plano de Cargos e Carreiras instituído na minha gestão em 2012, que assegura diversos direitos e vantagens ao professor”.

Categorias
DestaqueEconomia

Matérias de autoria independente (instituições e agências de notícias).

Comentários via Facebook