CuriosidadesDestaques

Bola de fogo no céu do Ceará causa tremor e dispara caça a meteorito

Bola de fogo no céu do Ceará causa tremor e dispara caça a meteorito
Compartilhe em sua rede social:

Moradores da região do Maciço do Baturité, ao sul de Fortaleza (CE), relataram neste sábado (10) terem ouvido fortes barulhos, sentido tremores de terra e visto um evento luminoso no céu, que durou alguns segundos, por volta das 6h40 da manhã. A ferramenta “Reportar Bólido” do site da Exoss, rede brasileira de monitoramento de meteoros, recebeu até agora 21 relatos de pessoas que viram o fenômeno a olho nu na região próxima ao litoral do Estado.

View this post on Instagram

Confirmado! Um meteoro entrou na atmosfera terrestre e explodiu nos céus do Ceará neste sábado, dia 10 de outubro! Uma câmera da empresa Clima ao Vivo instalada em Fortaleza registrou o momento em que o rastro luminoso risca o céu, às 6h42 da manhã, hora local. O clarão é bastante rápido e em meio às nuves, mas o vídeo, fornecido pelo @climaaovivo para o Observatório Nacional, mostra o bólido. Ontem, moradores da região do Maciço do Baturité, ao sul de Fortaleza, no Ceará, relataram fortes barulhos, tremores de terra e um evento luminoso no céu. Agora, com esta imagem somada às do satélite Goes 16, os astrônomos da rede colaborativa EXOSS de monitoramento de meteoros, da qual o ON é parceiro, vão estudar as características deste bólido – um bólido é um meteoro brilhante. Se você viu este meteoro, faça seu relato à rede EXOSS: https://exoss.imo.net/. Diariamente, fragmentos de asteroides chegam à Terra, podendo colidir com a superfície, quando passam a ser chamados de meteoritos. Os meteoritos são verdadeiras relíquias pois guardam informações sobre os primeiros estágios da formação do nosso sistema solar. O Brasil não tem ainda legislação que trate do destino destes materiais e o ON integra o Grupo de Discussão criado pelo MCTI para apresentar propostas que visem garantir a devida destinação destes fragmentos, para que possam servir aos interesses científicos. No Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica (OASI), instalado pelo ON em Itacuruba, no sertão de Pernambuco, é levado adiante o projeto IMPACTON, dedicado ao estudo das propriedades físicas de asteroides e cometas, particularmente os que possuem órbitas próximas à da Terra. Esta iniciativa integra o Brasil aos programas internacionais de busca e seguimento de asteroides e cometas em risco de colisão com a Terra. @exoss_org @climaaovivo @sismologiabr #ObservatórioNacional #VemProON #astronomia #meteoro #RSBR #sismologia #terremoto

A post shared by Observatório Nacional (@observatorionacional) on

Imagens do satélite meteorológico GOES-16, geoestacionário a 36 mil km de altitude confirmaram um evento luminoso na região, com características de bólido.

Fonte: Uol Notícias

Redação/Ascom

Comentários via Facebook