Blogs e ColunasDestaquesVídeos

Pandemia: Cadê o prefeito de Santa Filomena?

Onde está o Prefeito e o que ele está fazendo com os recursos de Santa Filomena, diante da carência do município pelo isolamento do coronavírus?

CHARLES ARAUJO | BLOG TV
Espalhe por ai:

Pandemia: Cadê o prefeito de Santa Filomena?

Onde está o Prefeito e o que ele está fazendo com os recursos de Santa Filomena, diante da carência do município pelo isolamento do coronavírus?Neste artigo, nossa redação questiona o desaparecimento do gestor municipal de Santa Filomena, que ao contrário de alguns exemplos abaixo relacionados por prefeitos de outros municípios, o de Santa Filomena simplesmente resolveu sumir sem dar nenhum suporte ao povo que está sofrendo por não poder trabalhar e consequentemente a maioria não tem recursos financeiros para sustentar a família.Outros municípiosSalgueiro: Prefeito reduziu salário dele e do primeiro escalação da Prefeitura para comprar 300 testes e máscaras;Ipubi: Prefeitura destinou ajuda de custo aos feirantes no valor de R$ 200, entre outras ações;Petrolina: decretou isolamento em um dia e no outro já estava distribuindo kits de alimentação à toda a população e a merenda escolar aos alunos, entre tantas outras ações;Dormentes: Prefeita destinou kits de alimentação e higiene às famílias carentes, além de várias outras ações;Santa Filomena: Prefeito mandou pichar as calçadas com tinta na cor vermelha, causando dano aos proprietários dos imóveis.A diferençaEnquanto outros prefeitos estão na ativa, investindo os recursos financeiros que seriam utilizados na realização de grandes festas que foram canceladas devido à pandemia, o prefeito de Santa Filomena, Cleomatson Vasconcelos (PSB) desapareceu com o recurso estimado em aproximadamente R$ 1 milhão que tradicionalmente é utilizado na Caprinofiló.Os recursos e as carênciasEstamos em recesso de muitas atividades municipais. Portanto, todos os serviços como locação de veículos de uso do prefeito e das secretarias e departamentos. Carros pipas no abastecimento das escolas, combustível do transporte escolar e da Prefeitura foram reduzidos.Mas aonde está esse dinheiro? Só na locação de veículos a prefeitura gasta por mês aproximados R$ 450 mil.Na limpeza pública o prefeito aplica mensalmente R$ 146 mil, com apenas dois veículos (um compactador, uma caçamba e meia dúzia de garis). E mesmo sem ter o que fazer, o mato está tomando conta das ruas da cidade.A Prefeitura recebeu em dezembro passado R$ 800 mil extra, os recursos do Pré-sal, o que foi feito desse dinheiro? Enquanto isso, as pessoas que sobreviviam do trabalho informal como feirantes, pedreiros, serventes, agricultores familiares e tantos outros pais e mães de famílias estão sem dormir a noite, preocupados com o que será que vão ter na mesa alimentar seus filhos no dia seguinte!Zona de conforto do PrefeitoDepois decretar o isolamento, o prefeito Cleomatson desapareceu da cidade e está em sua zona de conforto, em outra cidade (Ouricuri), lugar onde ele mora com a família, deixando de administrar o município, como estão fazendo todos os outros prefeitos, como Josimara Cavalcanti, que segundo informações, equiparou o município com uma sala apropriada para atender pessoas com suspeita da doença; como Miguel Coelho que está em seu gabinete atendendo as pessoas, gravando vídeos todos os dias, informando ao povo o que está sendo feito por sua gestão, além de visitar a zona rural vendo barragens e acudindo seu povo.O que foi feitoÉ fácil mandar um trator agrícola higienizar com água e produto químico algumas ruas da cidade e pichar as calçadas de vermelho. O povo quer saber é cadê o prefeito com os recursos financeiros da prefeitura que estão sobrando, estimados em mais de R$ 3 milhões?Medidas eficazesNão basta recomendar o isolamento das pessoas. Precisa investir em ações eficazes como equipar a saúde do município com material de testes e máscaras, e principalmente, aquisição de aparelho respirador e inibir a entrada de pessoas infectadas no município, através de equipes de vigilância nos locais estratégicos. Diante de todo o descuido que está Santa Filomena, se o vírus chegar, o que será da população? Estrutura de saúdeSegundo informações, Ouricuri, cidade referência em saúde no Araripe, tem pouco mais de uma dezena de respiradores para atender à todo povo da região, através de entubação (respiração mecanizada). O Hospital de Santa Filomena não tem ainda um aparelho de ultrassom. Mas o dinheiro da festa e do Pré-sal está sobrando!EconomiaO município de Santa Filomena é muito carente. As pessoas vivem da agricultura, programas sociais, empregos de prefeitura e pequenos comércios. Nesse momento, essas pessoas precisam de um apoio. Todos os autônomos e a população estão sem reservas. Então prefeito, utilize esses R$ 3 milhões que estão sobrando para socorrer o povo.Para de mandar tua mídia ficar promovendo o que não causa nenhum efeito positivo na vida do povo. PropagandaAs trombetas da Prefeitura anunciaram o pagamento no dia 30, dos salários dos servidores que não representam mais que 2% da população do município, como se isso resolvesse a situação de 15 mil habitantes, a maioria absoluta são pessoas carentes, que sobrevivem do trabalho informal e no momento estão paradas dentro de casa, sob o risco de morrer de fome.O dever do PrefeitoJá passou da hora prefeito! Atenha-se ao dever de voltar ao município e sem politicagem, investir os recursos públicos, focado na manutenção da vida das pessoas, como estão fazendo outros prefeitos da região.Pois do jeito que está, se a população não morrer por conta da doença, morre por conta da fome!Por Charles Araújo

Posted by Notícia Atual on Wednesday, April 1, 2020

Neste artigo, nossa redação questiona o desaparecimento do gestor municipal de Santa Filomena, que ao contrário de alguns exemplos abaixo relacionados por prefeitos de outros municípios, o de Santa Filomena simplesmente resolveu sumir sem dar nenhum suporte ao povo que está sofrendo por não poder trabalhar e consequentemente a maioria não tem recursos financeiros para sustentar a família.

Outros municípios

Salgueiro: Prefeito reduziu o salário dele e do primeiro escalão da Prefeitura para comprar 300 testes e máscaras;

Ipubi: Prefeitura destinou ajuda de custo aos feirantes no valor de R$ 200, entre outras ações;

Petrolina: decretou isolamento em um dia e no outro já estava distribuindo kits de alimentação à toda a população e a merenda escolar aos alunos, entre tantas outras ações;

Dormentes: Prefeita destinou kits de alimentação e higiene às famílias carentes, além de várias outras ações;

Santa Filomena: Prefeito mandou pichar as calçadas com tinta na cor vermelha, causando dano aos proprietários dos imóveis.

A diferença

Enquanto outros prefeitos estão na ativa, investindo os recursos financeiros que seriam utilizados na realização de grandes festas que foram canceladas devido à pandemia, o prefeito de Santa Filomena, Cleomatson Vasconcelos (PSB) desapareceu com o recurso estimado em aproximadamente R$ 1 milhão que tradicionalmente é utilizado na Caprinofiló.

Os recursos e as carências

Estamos em recesso de muitas atividades municipais. Portanto, todos os serviços como locação de veículos de uso do prefeito e das secretarias e departamentos, carros pipas no abastecimento das escolas, combustível do transporte escolar e da Prefeitura foram reduzidos.Mas aonde está esse dinheiro? Só na locação de veículos a prefeitura gasta por mês aproximados R$ 450 mil.

Na limpeza pública o prefeito aplica mensalmente R$ 146 mil, com apenas dois veículos (um compactador, uma caçamba e meia dúzia de garis). E mesmo sem ter o que fazer, o mato está tomando conta das ruas da cidade.

A Prefeitura recebeu em dezembro passado R$ 800 mil extra, os recursos do Pré-sal, o que foi feito desse dinheiro? Enquanto isso, as pessoas que sobreviviam do trabalho informal como feirantes, pedreiros, serventes, agricultores familiares e tantos outros pais e mães de famílias estão sem dormir a noite, preocupados com o que será que vão ter na mesa alimentar seus filhos no dia seguinte!

Zona de conforto do Prefeito

Depois decretar o isolamento, o prefeito Cleomatson desapareceu da cidade e está em sua zona de conforto, em outra cidade (Ouricuri), lugar onde ele mora com a família, deixando de administrar o município, como estão fazendo todos os outros prefeitos, como Josimara Cavalcanti, que segundo informações, equiparou o município com uma sala apropriada para atender pessoas com suspeita da doença; como Miguel Coelho que está em seu gabinete atendendo as pessoas, gravando vídeos todos os dias, informando ao povo o que está sendo feito por sua gestão, além de visitar a zona rural vendo barragens e acudindo seu povo.

O que foi feito

É fácil mandar um trator agrícola higienizar com água e produto químico algumas ruas da cidade e pichar as calçadas de vermelho. O povo quer saber é cadê o prefeito com os recursos financeiros da prefeitura que estão sobrando, estimados em mais de R$ 3 milhões?

Medidas eficazes

Não basta recomendar o isolamento das pessoas. Precisa investir em ações eficazes como equipar a saúde do município com material de testes e máscaras, e principalmente, aquisição de aparelho respirador e inibir a entrada de pessoas infectadas no município, através de equipes de vigilância nos locais estratégicos. Diante de todo o descuido que está Santa Filomena, se o vírus chegar, o que será da população? 

Estrutura de saúde

Segundo informações, Ouricuri, cidade referência em saúde no Araripe, tem pouco mais de uma dezena de respiradores para atender à todo povo da região, através de entubação (respiração mecanizada). O Hospital de Santa Filomena não tem ainda um aparelho de ultrassom. Mas o dinheiro da festa e do Pré-sal está sobrando!

Economia

O município de Santa Filomena é muito carente. As pessoas vivem da agricultura, programas sociais, empregos de prefeitura e pequenos comércios. Nesse momento, essas pessoas precisam de um apoio. Todos os autônomos e a população estão sem reservas. Então prefeito, utilize esses R$ 3 milhões que estão sobrando para socorrer o povo.
Para de mandar tua mídia ficar promovendo o que não causa nenhum efeito positivo na vida do povo. 

Propaganda

As trombetas da Prefeitura anunciaram o pagamento no dia 30, dos salários dos servidores que não representam mais que 2% da população do município, como se isso resolvesse a situação de 15 mil habitantes, a maioria absoluta são pessoas carentes, que sobrevivem do trabalho informal e no momento estão paradas dentro de casa, sob o risco de morrer de fome.

O dever do Prefeito

Já passou da hora prefeito! Atenha-se ao dever de voltar ao município e sem politicagem, investir os recursos públicos, focado na manutenção da vida das pessoas, como estão fazendo outros prefeitos da região.

Pois do jeito que está, se a população não morrer por conta da doença, morre por conta da fome!

Por Charles Araújo
Espalhe por ai:

Facebook Comments

CHARLES ARAUJO | BLOG TV
BLOGS & COLUNAS

Deixe uma resposta