Economia

Codevasf investirá cerca de R$ 150 milhões em municípios pernambucanos

Codevasf investirá cerca de R$ 150 milhões em 14 municípios de PEArte: Divulgação
Espalhe por ai:

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba, Codevasf, está investindo mais de R$ 155 milhões em obras de Esgotamento Sanitário e abastecimento de Água em Pernambuco. Entre obras recém entregues, em curso e prestes a serem iniciadas, são 14 municípios, dentro da área de abrangência da Companhia no estado, sendo beneficiados pelas obras citadas.

Essas obras fazem parte das ações da Codevasf que visam à revitalização das bacias hidrográficas do rio São Francisco. Segundo o superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro, recentemente os sistemas de esgotamento sanitário de Cabrobó, Exu, Bodocó e Trindade foram finalizados e outras seis obras estão em andamento. “Já estão em andamento às obras para conclusão dos sistemas de Buíque, Moreilândia, Santa Terezinha e Afogados da Ingazeira. Além de quatro sistemas de abastecimento de água em Santa Maria da Boa Vista (Barra do Jacaré, Caraíbas, Serrote e Vila Vitória) e seis em Orocó (Assentamento Alegre, Assentamento Boa Paz, Assentamento Bom Jesus, Ilha da Vila, Riacho da Madeira e Umburanas). Somando os sistemas que acabamos de finalizar, os que estão em andamento e que terão início nos próximos meses, cerca de 200 mil pernambucanos serão beneficiados com estas ações”, informou.

Segundo Maxwell Tavares, Gerente regional de Revitalização das bacias Hidrográficas, a expectativa é que até julho de 2020 a maior parte desses sistemas esteja finalizada. “Além das obras que entregamos recentemente e as que já estão em andamento, iniciaremos, em breve, ações em Floresta, Petrolândia, Cedro e Granito”, acrescentou.

Além da saúde da população e do próprio rio São Francisco, uma das áreas que não se desenvolve plenamente em um local sem esgotamento sanitário é o turismo, visto que a contaminação do meio ambiente e a falta de saneamento básico inibe ou anula o crescimento do setor nessas regiões. Em uma região de apelo turístico como Petrolândia, sobre tudo por conta do Lago de Itaparica e da cidade submersa que há sob as águas.

Segundo pesquisas do Instituto Trata Brasil, a universalização permitiria, no país, a criação de 120 mil novos postos de trabalho nas áreas afins. Isso geraria uma massa salarial de R$ 935 milhões de reais ao ano e um crescimento do PIB em R$ 1,935 bilhões de reais.

Espalhe por ai:

Facebook Comments

Redação/Ascom

Deixe uma resposta