Notícias

Ramal do Entremontes resolve definitivamente o problema de água no Araripe, diz FBC

Foto: reprodução
CHARLES ARAUJO | BLOG TV
Espalhe por ai:

Segundo o senador, o projeto vai resolver o problema da oferta de água para o abastecimento humano, e permitir a irrigação dos primeiros 25 mil hectares na região.

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) afirmou nesta quinta-feira (23) na Rádio Arari FM, de Araipina, no Sertão de Pernambuco, que a maneira mais prática de se resolver de uma vez por todas o problema de água no Sertão do Araripe, seria através da construção do Ramal do Entremontes.

“Esse  ramal é a derivação da água que sai do eixo norte da Transposição do São Francisco na altura de Cabrobó, que passa na barragem de Negreiros em Salgueiro. Saindo de Negreiros, essa água pode ser levada através de um canal de 50 km até a barragem de Chapeu em Parnamirim. Da barragem do Chapeu já tem adutora que pode ter a sua vazão ampliada e colocar água em Ouricuri, Ipubi, Bodocó, Trindade e Araripina. A solução existe, o que está faltando é vontade política”, explicou.

Perguntado como ficaria a viabilização do projeto do Canal do Sertão com a construção do Ramal do Entremontes, FBC explicou.

“Eu sei que esse assunto gera um debate acalorado por que tem pessoas que pensam diferente. Mas o que eu deixei quando passei pelo Ministério da Educação, foi uma nova estratégia para ampliar a oferta d’água como também a chegada dos perímetros irrigados na região do Araripe. Tinha-se uma ideia que era a do Canal do Sertão que captaria água desde a barragem de Sobradinho e vinha num grande canal subindo por Petrolina, Dormentes, Santa Cruz, Ouricuri, Ipubi, Trindade, chegando até a Araripina, Bodocó e também Parnamirim. Os estudos que foram feitos indicavam que o desnível das cotas desde Sobradinho até as áreas mais altas do Araripe, teria um custo de energia muito caro, então, a ideia que apresentamos e deixamos como uma decisão do governo federal, é viabilizar dois projetos: seria um canal menor, cuja água ficaria em Petrolina, Dormentes e Santa Cruz, e o ramal do Entremontes, que tiraria água do eixo norte da Transposição, vindo por cima, evitando os desníveis e viabilizando a chegada da água para essa região”, detalhou.

Para Fernando Bezerra Coelho, o correto nesse momento, seria viabilizar o projeto do Ramal do Entremontes.

“Eu acho que a gente tem que deixar agora o Canal do Sertão de lado e viabilizar o Ramal do Entremontes. Além de ter um custo menor, vai resolver o problema da oferta de água para o abastecimento humano, e também vai permitir a possibilidade de irrigação dos primeiros 25 mil hectares aqui no Sertão do Araripe.

Por Roberto Gonçalves

Espalhe por ai:

Facebook Comments

CHARLES ARAUJO | BLOG TV
Charles Araújo
o autorCharles Araújo
Editor

Deixe uma resposta