DestaquePolícia

Vereador Gilmar Santos e integrantes do Movimento Negro são detidos após contestar forma de abordagem policial

(Foto: Mandato Coletivo)
CHARLES ARAUJO | BlogTV

NOSSA VOZ – Por volta das 20h deste domingo, durante o encerramento da Mostra de Artes Novembro Negro, com o tema: Liberdade é não ter medo, no Céu das Águas, bairro Rio Corrente, uma ação policial causou polêmica e indignação entre os presentes. Segundo relatos de integrantes do Movimento Negro, os policiais do 2º Batalhão Integrado Especializado (Biesp) chegaram no local armados para abordar um integrante do público. Segundo o efetivo, o rapaz era suspeito de portar uma arma.

Nesse momento, algumas pessoas começaram a filmar a ação, entre elas, Karol Souza, integrante da Associação das Mulheres Rendeiras. Os policiais teriam percebido e pediram o celular da jovem que negou a entrega do aparelho. Com a recusa, ela, Maércio José e o Poeta Nascimento, que estavam tentaram protegê-la, teriam sido agredidos pelo efetivo. Além disso, os policiais teriam aspergido sray de pimenta nas pessoas que estavam próximas. Havia crianças no local.

O vereador Gilmar Santos, que estava no evento, também foi detido ao tentar proteger os abordados. Por fim, todos foram encaminhados a Ouro Preto onde permaneceram até o início da manhã de hoje.

A reportagem do Nossa Voz entrou em contato com o 2º Biesp que afirmou apurar o fato

CA BlogTV
o autorCA BlogTV

Deixe uma resposta