DestaquesEconomia

Falta de investimento rebaixa Santa Filomena no ranking IFGF 2019

Em 06 anos, Santa Filomena teve os piores 02 anos de investimentos (2017 e 2018 - gestão do prefeito Cleomatson Vasconcelos)

Arte: Divulgação
CHARLES ARAUJO | BlogTV

Segundo o Índice Firjan de Gestão Fiscal – IFGF, o município de Santa Filomena caiu de 4º para 30º lugar no ranking dos 184 municípios de Pernambuco no índice geral da análise da edição 2019. E não ficou entre os últimos piores porque atingiu a melhor pontuação no índice “Liquidez”, que contrapõe com “Investimentos”, que de 2017 para 2018 reduziu o município às piores notas – um terço do que foi investido nos 04 anos anteriores (2013-2016).  Veja no gráfico.

Veja a classificação de Santa Filomena entre os municípios do estado de Pernambuco nos últimos 04 anos:

2015: 9º / 2016: 4º / 2017: 22º / 2018: 30º

Os números acima comprovam o clamor da sociedade, que reclama da falta de circulação de renda, principalmente na feira-livre da cidade às quinta-feiras, na feira de animais do distrito Socorro aos domingos e nos comércios de uma forma geral. A falta de investimento em obras e ações pela Prefeitura nos últimos 02 anos é o fator causador desse verdadeiro regresso, porque não dá emprego e renda às pessoas, como mostra o índice “Gasto com Pessoal”, que reduziu pela metade, o que promove a migração do povo para outras cidades da região em busca de oportunidade de vida. Na análise “Evolução Anual”, Santa Filomena caiu de 0,649 em 2016 para 0,432 em 2017 e teve um cansado crescimento para 0,462 em 2018. Veja no gráfico.

O IFGF é composto por quatro indicadores, que assumem o mesmo peso para o cálculo do índice geral, 25%: Autonomia, que é a capacidade de financiar a estrutura administrativa; Gastos com Pessoal, que significa o grau de rigidez do orçamento; Liquidez, que trata do cumprimento das obrigações financeiras das prefeituras; e Investimentos, que é a capacidade de gerar bem-estar e competitividade.

Veja também
Cleomatson entre os piores prefeitos do Araripe e os 51 piores de Pernambuco

Charles Araujo

Deixe uma resposta