DestaquesRuralVídeos

Antonio Coelho denuncia fim da isenção do ICMS da tarifa de energia dos produtores rurais; Leandro Benício comenta

No Facebook, deputado denuncia, servidor público reforça a crítica

CHARLES ARAUJO | BlogTV
O deputado estadual Antônio Coelho gravou um vídeo no Facebook e comentou sobre um decreto do governador Paulo Câmara que retira a isenção do ICMS sobre a tarifa elétrica para os produtores rurais:

“Ontem subi à tribuna para denunciar e criticar o decreto 47.238 do Governo do Estado, que retira a isenção do ICMS sobre a tarifa elétrica para os produtores rurais. Acontece, pessoal, que após a nossa denúncia foi divulgada uma nota, que tem por objetivo transferir a responsabilidade por parte do governador e tentar ludibriar os pernambucanos afetados pelo decreto. Atitudes como essa demonstram o descaso que nossa gente sofre. Em um estado onde primeiro é decretada uma medida para só depois buscar o debate, ficam claras quais as prioridades do governador. Continuaremos com nossa luta para que essa decisão seja revogada. Pernambuco não crescerá com mais canetadas, mais impostos e mais decretos. #parapaulo

O ex-advogado e servidor público do Estado, Leandro Benício compartilhou o vídeo com seu comentário, em apoio à denúncia do Deputado:

“25% da fatura da minha energia elétrica é para o Estado de Pernambuco (ICMS). Ser pequeno produtor rural é fazer parte da maioria absoluta dos trabalhadores pernambucanos, mas que é “punido” com aumento da carga tributária constantemente. Na mentalidade socialista deixa-se de produzir ou diminui a produção por limitações como essa. Não é atoa que não é incomum gente passando fome em países socialistas. Além da carga tributária, ainda tem a exigência de licença para tirar uma gota d’água do subsolo, o qual existe um burocrático procedimento que nada mais significa dizer: “fique em casa e viva de bolsa” – trabalhar é crime!”

Ontem subi à tribuna para denunciar e criticar o decreto 47.238 do Governo do Estado, que retira a isenção do ICMS sobre a tarifa elétrica para os produtores rurais. Acontece, pessoal, que após a nossa denúncia foi divulgada uma nota, que tem por objetivo transferir a responsabilidade por parte do governador e tentar ludibriar os pernambucanos afetados pelo decreto. Atitudes como essa demonstram o descaso que nossa gente sofre. Em um estado onde primeiro é decretada uma medida para só depois buscar o debate, ficam claras quais as prioridades do governador. Continuaremos com nossa luta para que essa decisão seja revogada. Pernambuco não crescerá com mais canetadas, mais impostos e mais decretos. #parapaulo

Posted by Antonio Coelho on Wednesday, 20 November 2019

Charles Araujo

Deixe uma resposta