DestaqueNotícias

Pastor tira a própria vida ao saber que esposa lhe traía

Pastor não soube lidar com a notícia da suposta infidelidade

Foto reprodução

Nem todo mundo tem suporte para resistir à uma decepção amorosa. De acordo com a psicologia moderna, o tempo de recuperação de um coração partido é de 1 ano e meio, sendo superior a de uma morte familiar que leva, geralmente, cerca de um ano apenas.

Porém, nem todos reagem da mesma forma e um pastor acabou dando cabo à própria vida ao descobrir que sua esposa estaria lhe traindo. O fato ocorreu  no Zimbábue, na África e foi notícia na região.

De acordo com informações, o Pastor Berry Dambaza, de 59 anos, que atuava como líder da Igreja The Pentecostal Assemblies de Zimbábue Upper Room Ministries, cometeu suicídio se jogando do quarto andar de um parque de estacionamento na cidade de Harare, em Zimbábue.

O Pastor Berry pastoreava uma das maiores Igrejas do país, e sua morte inesperada chocou fiéis. Todos estavam bastante abalados e sem acreditar que o Pastor tinha cometido suicídio.

O que circula é de uma suposta traição por parte de sua esposa, que fez o Pastor tomar uma atitude impensada por não aguentar tal pressão. Apesar dos rumores, líderes da denominação negam a traição, dizendo que são totalmente falsos, vindo de pessoas maliciosas, e que é lamentável ouvir uma barbaridade destas. O porta-voz do POAZ, Reverendo Craig Ndoro, disse durante uma conferência da Igreja que foi um trágico acidente, e que a esposa estava em casa cuidando da mãe do Pastor, onde foi surpreendida pela morte do esposo.

Com a notícia da perda do filho, a mãe do Pastor Berry acabou falecendo, aumentando ainda mais a tragédia da família. A esposa do religioso, que viu seu nome envolvido em toda essa história, precisou ser hospitalizada após o anúncio oficial da morte do seu esposo e da sogra.

As autoridades do Zimbábue ainda investigam a motivação do suicídio do Pastor, e o resultado pode demorar alguns dias.

Fonte: Música Gospel News.

CA BlogTV
o autorCA BlogTV

Deixe uma resposta