Home Destaques Mais um suspeito do assassinato de Beatriz. Polícia colheu DNA para investigação – Veja o vídeo da prisão

Mais um suspeito do assassinato de Beatriz. Polícia colheu DNA para investigação – Veja o vídeo da prisão

2 primeira leitura
0
0

A Polícia Civil recolheu a saliva de um homem investigado pelo assassinato da menina Beatriz, crime ocorrido em Petrolina, no Sertão, no dia 10 de dezembro de 2015. O homem não confessa envolvimento no crime.

O suspeito foi preso pela Polícia Militar no município de Lagoa Grande, no Sertão. Sua detenção se deu porque ele é apontado como autor do assassinato de Jean da Silva Santos, 29 anos, no sábado (28). Jean foi morto a pedradas.

Devido às semelhanças com as imagens divulgadas pela polícia do suspeito da menina Beatriz e da forma brutal como Jean foi assassinado, a polícia começou a suspeitar do homem. Além de negar participação na morte da criança, ele também nega ter matado Jean.

A saliva do suspeito foi recolhida pela Polícia Científica no Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina. O material genético será comparado ao material recolhido na faca utilizada no crime de Beatriz. O resultado do DNA deve sair em 10 dias, quando as polícias Civil e Científica irão se pronunciar sobre o fato.

A família da menina Beatriz já tomou conhecimento da detenção do suspeito. A morte de Jean também causou grande revolta da população em Lagoa Grande.

Entenda o caso

O crime aconteceu na noite do dia 10 de dezembro de 2015, dentro do ginásio do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. O pai da criança, Sandro Romilton Ferreira, trabalhava no colégio como professor de inglês e, em um momento da noite, sentiu falta da filha. Ele chegou a subir ao palco onde ocorriam as apresentações para solicitar aos convidados que o ajudassem a localizar Beatriz.

Minutos depois, o corpo da garota foi encontrado numa sala de material esportivo desativada, com 42 perfurações de uma faca do tipo peixeira, que foi deixada cravada em seu abdômen. A polícia já descartou que a menina tenha sofrido agressão sexual.

O Disque Denúncia oferece R$ 10 mil para quem prestar informações que ajudem a encontrar o assassino de Beatriz. A denúncia pode ser feita pelo telefone (81) 3719-4545 ou através do site do órgão. (Fonte: Leia Já)

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Charles Araújo
Carregar mais por Destaques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

CNM divulga ranking dos parlamentares mais atuantes em PE

A Confederação Nacional dos Municípios – CNM, disponibilizou no seu site, no link Observat…