O cuidado com os falsos profetas

Mateus 7:21-23  “Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos dirão a mim naquele dia: ‘Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’ Então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal“, palavras de Jesus Cristo.

Analise o texto bíblico, veja os últimos noticiários sobre os falsos profetas que se dizem “filhos de Deus, servos do senhor”, associe a previsão de Jesus ao que muitos indivíduos pregam investindo as mais absurdas e questionáveis  riquezas na mídia mundial, intitulando de profetização, “expulsando demônios, realizando milagres…” Mas Jesus antecede sua resposta no dia do Juízo Final: “Eu não te conheço. Se afasta de mim, porque você praticou o mal”.

Portanto, devemos ter uma noção do que é de Deus, por Deus, para a Vida Eterna. Ao invés de ficar buscando falsos milagres em igrejas que nada mais são do que uma clínica psiquiátrica onde são realizadas lavagens cerebrais em pessoas de pouco conhecimento, fracas de espírito, ou muitas vezes fragilizadas por doença, fracasso financeiro, problemas na convivência familiar.

Busque a Deus diretamente falando com ele. Todos nós temos um canal exclusivo de comunicação e aproximação à Deus. Independente de qual seja a tua fé, a tua culpa, a tua necessidade.

Igrejas devem ser ambientes de comunhão, onde os filhos de Deus compartilham suas ofertas à causa da evangelização; onde todos praticam o ato do amor ao próximo, estando juntos, celebrando juntos, ajudando uns aos outros, fortalecendo a fé uns aos outros, manifestando a confiança que tem no Senhor do Universo, ouvindo e praticando os ensinamentos da Palavra de Deus, através de seus ministros, que devem ser preparados para bem conduzir a missão de verdadeiros servos de Deus.

Por Charles Araújo

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Charles Araújo
Carregar mais por Destaques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Participação do Cidadão no Legislativo Municipal

A participação do cidadão na política não se limita à hora do voto. Além de manter contato…