Home Destaques Cinco dicas para melhorar a qualidade de vida da melhor idade

Cinco dicas para melhorar a qualidade de vida da melhor idade

6 primeira leitura
0
0

Muitos idosos fazem questão de manter sua independência, mas alguns cuidados sempre devem ser tomados com relação, por exemplo, ao local em que vivem, para que estejam seguros. A roupa que vestem também deve ser adequada para garantir conforto e praticidade no dia a dia. Além disso, a rotina de vida deve ser feita de uma maneira que eles estejam sempre com a mente ativa e se tornem independentes.

Visando melhorar a qualidade de vida da melhor idade, a cuidadora Silvia Camila, franqueada da maior rede de cuidadores de idosos do Brasil – a Home Angels, dá algumas dicas práticas de como cuidar dos idosos de maneira segura e acolhedora.

Residência do idoso

O ambiente em que o idoso passa a maior parte de seu tempo deve ser planejado ou estruturado para recebê-lo. Então, o primeiro passo é retirar fios e tapetes soltos pela casa. Vale lembrar que cortinas, brinquedos de crianças, bichos de estimação, móveis baixos e tudo aquilo que tem potencial para influenciar em uma queda requerem atenção especial. Caso não consiga retirar, repense na forma como estão dispostos. As áreas molhadas da casa, como o banheiro e cozinha, são locais de sinal vermelho, onde tudo deve estar ao alcance da mão, nem acima, que precise de grandes movimentos para pegar e nem abaixo, que precise abaixar, essas mudanças de posição podem ocasionar quedas. Vale lembrar que a barra ao lado do vaso sanitário, dentro do box, além do tapete anti derrapante, aumento do assento do vaso são sempre bem vindos.

Vestimenta do idoso

A roupa do idoso deve ser cuidadosamente pensada. Antes de qualquer coisa, precisa ser confortável e fácil de vestir. Observe o idoso que você tem em casa se vestindo: onde está a maior dificuldade? Em colocar as roupas nos membros inferiores ou nos superiores? Ziperes ou botões? Mangas curtas ou compridas? Sapatos de enfiar ou amarrar? Não é sair alterando o guarda roupa do idoso e alterando os seus costumes, mas sim adaptar o que é possível. Se o idoso sempre gostou de camisas sociais, você pode adaptá-las com velcro. Se estiver difícil colocar calça jeans você pode ajudá-lo. Priorize calças com elástico, camisas e sapatos de enfiar, nada de usar chinelos com meias ou roupas muito compridas.

Cognição

Manter uma mente ativa é o objetivo de todos nós, não apenas dos idosos. Mas, com idosos essa preocupação é ainda mais expressiva. Independente do curso da vida, se em paralelo há patologias ou não, é importante ofertar estímulos bons e diários a esse idoso. Comece deixando com que faça aquilo que tem habilidade, pode ser escovar os dentes, comer sozinho ou se calçar. Lembre-o de anotar suas atividades e compromissos em uma agenda ou quadro branco de fácil visualização. Deixe os moveis e objetos sempre no mesmo local, para favorecer o reconhecimento do ambiente. Deixe o idoso ser autônomo e escolher aquilo que convém, como o que quer comer, onde ir, quando ir, o que vestir. Além de estimulá-lo e buscar novas habilidades que envolvam ações de pensar e realizar, pode ser um curso de pintura, um novo exercício ou até mesmo um jogo.

Acompanhamento profissional

Todos nós precisamos de um check up com frequência. Checar como anda a saúde e o que pode ser melhorado ou tratado é um dos benefícios da saúde hoje em dia. Antigamente não se tinha acesso fácil a médicos. Então, é indispensável que esse idoso mantenha com regularidade o acompanhamento com um médico geriatra, que será o profissional que fará a regulação, de maneira geral, dos remédios utilizados e alinhará as necessidades em relação à saúde e outros profissionais. Também é importante manter avaliações frequentes sobre a parte motora e isso envolve o fisioterapeuta, pois a independência começa a partir do momento que se consegue realizar os movimentos sozinho. Podem fazer parte dessa equipe o Terapeuta ocupacional com as adaptações do cotidiano e com a parte de cognição, o psicólogo com o acompanhamento emocional. O importante é ter a saúde em dia.

Acolhimento

Não adianta ter uma estrutura física no ambiente que favoreça o idoso, ter roupas adequadas, manter o cérebro ativo, acompanhamento profissional, se a presença de pessoas o cercando não for real. As famílias precisam trabalhar, é uma imposição do mundo em que vivemos, mas dedicar minutos do seu dia e horas do seu final de semana para aquele café na padaria com o idoso ou o passeio no carro dele pelas ruas da cidade faz total diferença para ele e certamente fará a você. Escute histórias, busque-o para ter mais conhecimento sobre a vida, sabedoria de vida. Vamos correr para a casa do idoso para aquele papinho gostoso?

Quer saber mais sobre a Home Angels, a maior rede de cuidadores de idosos do Brasil, acesse: http://homeangels.com.br/.

  • Dicas para evitar desconforto de problemas alérgicos em casa

    Espirros em casa? Profissionais compartilham dicas para evitar o desconforto de problemas …
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Charles Araújo
Carregar mais por Destaques

Deixe um comentário

Veja Também

Prefeito Cleomatson mostra otimismo da Gestão com foco na Agricultura Familiar e fala de ações já realizadas

O prefeito de Santa Filomena-PE, Cleomatson Vasconcelos (PMN) se mostrou confiante diante …