Home Capa Denúncia: Colapso na saúde pública de Santa Filomena-PE! USF’s não tem médicos

Denúncia: Colapso na saúde pública de Santa Filomena-PE! USF’s não tem médicos

4 primeira leitura
31

A redação deste Blog fez uma análise detalhada a cerca dos servidores públicos municipais de saúde de Santa Filomena-PE, na atual gestão do prefeito Cleomatson Vasconcelos (PMN), conforme prestação de contas pela Prefeitura ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde – CNES, e informação de moradores e autoridades locais. Foi identificado que de fato o Município passa por um verdadeiro colapso na saúde pública municipal, diante da comprovada falta de profissionais como médicos, dentistas e enfermeiras para atender nas Unidades de Saúde da Família – USF’s nos distritos Socorro, Campo Santo, Livramento e Poço Comprido, na localidade Serra do Inácio e na Sede.

Além da falta de profissionais nas referidas unidades, consta no CNES a informação de que profissionais prestam serviços ao município, quando na verdade isso não acontece. Veja

CASSIO ROMULO TAVARES RIBEIRO – PROFISSIONAL DE EDUCACAO FISICA, éstá cadastrado como servidor da Academia da Saúde do distrito Socorro, mas a Unidade nunca funciona desde o início da atual gestão;

RAIANE MEDEIROS GOMES – ENFERMEIRA DA ESTRATEGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA, está cadastrada na USF do distrito Campo Santo, mas faz muito tempo que ela não trabalha mais na referida Unidade.

Conforme as consultas abaixo e informações apuradas através de consulta à população, confirmada por vereadores, nos 4 distritos e na Serra do Inácio não tem médicos atendendo às pessoas. Veja

CAMPO SANTO não tem enfermeira nem médico atendendo, embora conste no CNES que tenha, mas segundo informações, a enfermeira MONNYELE GOMES DE JESUS que está lotada no LIVRAMENTO, também atende em Campo Santo. Ambos não tem médicos.

POÇO COMPRIDO consta a enfermeira NAYANNA COELHO PEDROZA. E na SERRA DO INÁCIO, consta a enfermeira MAYSA ARLANY DE OLIVEIRA. Mas na prática Nayanna Coelho trabalha na Serra e no Poço Comprido. Maysa é apenas plantão. Mas em ambos não tem médicos.

SOCORRO consta a enfermeira concursada MARCIA MARIA CALLOU DE SA e da dentista HELOISE DESIREE ALMEIDA CRUZ. Mas não tem médico.

A USF CENTRO DE SAÚDE DE SANTA FILOMENA dispõe de apenas um médico bolsista MURILO AUGUSTO MOREIRA, QUE ATENDE, a enfermeira GILBERLEIA DELMONDES DA SILVA e a dentista EUGENIA FREIRE ANTERO. segundo o CNES, ambos atendem 40 horas semanais.

O Município perdeu no final de 2018, o programa Núcleo de Assistência Saúde da Família (NASF), que custeava pelo menos 10 profissionais de saúde de nível superior, como enfermeiro(a), fisioterapeuta, médico, assistente social, psicólogo e outros profissionais da área. Segundo informações, por falta de profissionais que entendam dos sistemas do SUS.

Colapso é o termo mais adequado para classificar a precariedade nos serviços de saúde de Santa Filomena, diante das dificuldades enfrentadas pela população nos quatro cantos do município, quando precisa recorrer ao médico para salvar tratar de problemas de saúde, nos casos de consulta, exames, procedimentos cirúrgicos e atendimentos de emergência.

Veja também

Santa Filomena perde mais um equipamento público por suposta incompetência da gestão de Cleomatson

Consultas ao CNES em 09/04/2019

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Charles Araújo
Carregar mais por Capa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Outro demônio da alma: o ódio

Roque de Brito AlvesMembro da Academia Pernambucana de Letras 1 – Ao lado dos outros demôn…