Home Destaques Prefeitura de Santa Filomena nega carro e paciente perde transplante de rim

Prefeitura de Santa Filomena nega carro e paciente perde transplante de rim

3 primeira leitura
37

É de cortar coração o que aconteceu com Givaldo Pereira, paciente de hemodiálise, que está na fila de espera por um transplante de rim faz 4 (quatro) anos, quando surgiu um órgão para finalmente por fim ao sofrimento do mesmo, que viaja 3 (três) vezes por semana à Petrolina, a Prefeitura de Santa Filomena que tem a frente o gestor municipal Cleomatson Vasconcelos (PMN), através de sua secretária de saúde Ceição Nascimento, não disponibilizou um transporte para o paciente ir até Recife no período de tempo de 16 horas, onde era aguardado para o procedimento cirúrgico.

Veja no vídeo, o depoimento do paciente, que além de esclarecer e lamentar o motivo da perda de seu transplante, ele também faz um apelo ao prefeito de Santa Filomena, para que casos como esse não aconteçam outra vez, seja com ele ou com outros pacientes. Porque o transporte para uma viagem de emergência como essa, é um dever essencial da Prefeitura e um direito básico de um paciente.

COMENTÁRIO DA REDAÇÃO

Como se ver no vídeo, o paciente relata que a Secretária de saúde respondeu que a Prefeitura não tinha carro. Mas onde fica aquela frota de veículos doados à prefeitura pelos governos estadual e federal, que não sai das propagandas da gestão? Qual é a utilidade de dezenas de veículos locados pela Prefeitura? Em que é gasto o combustível pelo qual a Prefeitura paga R$ 3 milhões por ano?
Um caso como esse, até o veículo locado pela Prefeitura para o gabinete do Prefeito deve estar à disposição, porque não existe justificativa cabível para um paciente perder um transplante depois de quatro (4) anos na fila e agora ter que sujeitar-se à sorte de esperar mais outros 2, 3, 4, anos, sabe Deus se o milagre da vida aguardará outra oportunidade como essa.

Um paciente que viaja 400 Km (ida e volta) três (3) vezes por semana para fazer hemodiálise, passa 4 horas e 10 minutos por dia ligado à um equipamento para sobreviver, passando até necessidade, diante do pequeno valor mensal de R$ 120 que é disponibilizado pela Prefeitura para 12 (doze) viagens, é uma verdadeira penitência, que poucos são capazes de imaginar o quanto isso afeta a vida de um ser humano.

O espaço fica a inteira disposição da Prefeitura de Santa Filomena, para os devidos esclarecimentos.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Charles Araújo
Carregar mais por Destaques

1 Comentário

  1. […] Prefeitura de Santa Filomena nega carro e paciente perde transplante de rim […]

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Horário de verão acaba à meia-noite de sábado para domingo

Termina 0h deste domingo (17), o horário brasileiro de verão Implementado nas regiões Sul,…