Home Notícias Brasil PCC financia igrejas e pode influenciar eleição, diz ex-desembargador

PCC financia igrejas e pode influenciar eleição, diz ex-desembargador

3 primeira leitura
1

Há décadas estudando a ação de organizações criminosas, o desembargador aposentado Wálter Maierovitch diz que o fortalecimento da maior facção brasileira, o Primeiro Comando da Capital (PCC), e o acirramento de conflitos entre gangues nos Estados podem impactar as eleições deste ano.

Em entrevista à BBC, Maierovitch diz que o PCC ainda não alcançou o peso econômico de antigos grupos mafiosos italianos ou de cartéis colombianos e marroquinos. Mas diz que a facção paulista vem expandido sua atuação e tem força suficiente para influenciar a votação em outubro.

Segundo o desembargador, há relatos de que o PCC patrocina eventos de igrejas na periferia de São Paulo. Afirma ainda que facções criminosas têm interesse em se infiltrar no poder político para costurar acordos que reduzam a repressão policial em certas áreas. Segundo ele, um acordo desse tipo já vigora na periferia de São Paulo.

“A polícia não vai à periferia, onde o PCC atua livre, leve e solto. Há uma lei do silêncio na periferia de São Paulo”, afirmou.

A preocupação de que facções influenciem o resultado da eleição deste ano já foi ecoada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, e pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Sérgio Etchegoyen. Ambos têm dito que o fim da possibilidade de que empresas façam doações eleitorais abrem espaço para que o crime organizado financie candidatos por fora.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo contestou as declarações, afirmando que elas “não condizem com a realidade paulista”.

“Não há áreas controladas por criminosos nem local onde as forças de segurança não entrem”, diz o texto. Segundo a pasta, entre janeiro e novembro de 2017, foram apreendidas no Estado mais de 190 toneladas de drogas e 14 mil armas de fogo.

A secretaria afirma que a eficiência no combate ao crime resultou na queda nas taxas de homicídios em São Paulo, que passaram de 33,3 a cada 100 mil habitantes, em 2001, a 7,56 por 100 mil, em 2017.

Entretanto, o órgão se absteve de comentar a declaração de Maierovitch sobre os vínculos entre o PCC e igrejas na periferia de São Paulo.

Ciberia / BBC

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação Portal
Carregar mais por Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Veja Também

Sertanejo romântico e hits de Aldair Playboy são destaque na sexta noite do São João de Petrolina

Com uma atração a mais, ‘O melhor e mais forte São João do Brasil’, em Petroli…